quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A moradora do Santa Marta que nunca ouviu um tiro


 por Camilo Coelho \ Blog da Pacificação

Luiza Beatriz mora em uma favela do Rio e nunca ouviu um tiro. Nada. Nem um disparo sequer. Com apenas quatro meses de idade, ela veio ao mundo quando a comunidade onde vive já estava ocupada pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Para comemorar o aniversário de dois anos da unidade pacificadora do Santa Marta, fizemos uma entrevista coma mãe da menina. Andriele dos Santos nasceu na comunidade de Botafogo e teve uma infância muito diferente daquela que a filha está tendo. Ela lembra que muitas vezes acordou ao som de tiros, durante operações da polícia ou invasões do tráfico, e comemora que a filha não vai ter que passar por essa situação.
Mas a pacificação não foi boa apenas para a pequena Luiza Beatriz. Andriele agora recebe os amigos em casa. Ele não ficam mais com medo de subir o morro e passaram até a se convidar para eventos no Santa Marta. Os encontros que antes, quando aconteciam, tinham hora para terminar, agora entram na madrugada sem nenhum problema. O medo de ter que deixar a comunidade ao anoitecer acabou e as pessoas agora se divertem nos bares ou na quadra da escola de samba.
No dia da entrevista estava muito calor. Luiza suava muito e reclamou, chorando, que a entrevista demorava para acabar. Veja o que conseguimos salvar da conversa com a mãe dela:

Nenhum comentário:

Postar um comentário